SÃO PAULO E OUTRAS REGIÕES:

Intervel Logotipo

Compartilhou a senha do Wi-Fi? Veja os riscos e como se prevenir

senha do Wi-Fi

Você já deve ter ouvido falar que senha do Wi-Fi é que nem água…. não se deve negar. Mas será mesmo? É algo natural da nossa rotina, especialmente quando recebemos visitas em casa, mas é preciso muito cuidado quando esse hábito extrapola esses laços familiares. Há muitos casos que vizinhos acabam utilizando a mesma rede. É aí que mora o perigo!

Quais os cuidados que devemos tomar ao compartilhar a senha do Wi-Fi?

Antes de compartilhar a senha do Wi-Fi, você precisa conhecer os impactos que essa atitude pode trazer para a sua rotina. Quando se contrata um serviço de internet, a expectativa é que você possa usufruir de uma conexão rápida, segura e estável.

Mas, sempre que você compartilha a sua senha de Wi-Fi, esses três pilares são comprometidos. E, pior: você coloca em risco a sua segurança, já que criminosos podem se apropriar dos seus dados e você pode até ser responsabilizado por delitos cibernéticos que não cometeu.

“Ah, mas eu conheço o meu vizinho e ele me ajuda a pagar a conta…”

Mas você conhece todos os amigos dele, que vão frequentar a casa dele e utilizar a sua senha de Wi-Fi? Isso sem contar o risco que se corre quando essa informação ultrapassa esse acordo entre as duas partes. Do mesmo jeito que você passou para ele, ele pode passar para outro vizinho.

É uma situação que pode sair do controle e traz outras consequências além das já que citamos. Vamos conferir?

5 motivos para NÃO compartilhar a senha do Wi-Fi

1 – O roteador vai ficar sobrecarregado

Quando o limite de dispositivos conectados simultaneamente na rede é excedido, os primeiros sinais são lentidão e queda de sinal. Mas, a longo prazo, o aparelho pode enfrentar um superaquecimento e parar de funcionar.

2 – A velocidade fica reduzida

Quanto maior o número de dispositivos conectados, menor será a velocidade da conexão. Ou seja, se você gosta de jogar online ou assistir filmes por streaming, melhor repensar o compartilhamento da senha do Wi-Fi.

3 – Seus dados ficam expostos

Esse é um dos principais motivos para não compartilhar a senha do Wi-Fi. A principal característica de uma rede segura é o uso de senha criptografada. Se terceiros têm acesso a ela, a rede fica vulnerável a invasões, o que compromete a segurança de informações e dados pessoais.

Esse “vazamento” pode acontecer mesmo se a rede é compartilhada com pessoas de sua confiança, já que amplia as chances de criminosos mal-intencionados agirem.

4 – Sua rede pode ser usada de forma ilegal

Você sabia que redes domésticas podem ser rastreadas em caso de suspeita na conduta de usuários e provedores? A determinação é do Marco Civil da Internet, em vigor desde 2014. Entre os crimes eletrônicos que podem ser encontrados podemos citar vazamento de dados por hackers, pedofilia, fraudes bancárias, etc.

Se alguém que tem a sua senha de Wi-Fi cometeu um crime desse tipo enquanto utilizava sua rede, você pode ser responsabilizado.

5 – Quebra de contrato

Para finalizar, sempre é importante lembrar que ao contratar um plano de internet você assinou um contrato que não permite a cessão da sua conexão com terceiros.

Quer manter os intrusos longe da sua senha de Wi-Fi?

Se você nunca compartilhou a sua rede com ninguém, mas desconfia que tem alguém “roubando” seu Wi-Fi, você deve entrar em contato com o suporte técnico do seu provedor. Assim, a operadora para rever a configuração do roteador e garantir que não há acessos externos.

Outra medida é a mais simples: alterar a senha do Wi-Fi periodicamente! É uma recomendação que vale para se proteger não só nesse sentido, mas em qualquer outro ambiente na Internet.