fbpx

SÃO PAULO E OUTRAS REGIÕES:

Intervel Logotipo

Internet mostra mudanças significativas com o consumidor na pandemia

consumidor na pandemia

Em 2020, praticamente todos os setores da economia enfrentaram mudanças significativas. A pandemia da Covid-19 obrigou muitos a fecharem suas portas e os que conseguiram passar pela crise ainda funcionando tiveram que se adaptar a novos formatos de trabalho.

Qual foi o papel da Internet?

Há décadas que a Internet desempenham um papel importante na geração de novas oportunidades de negócio, mas em 2020 ela foi decisiva.

Neste ano que presenciamos uma das maiores crise econômicas do século, a Internet se tornou um dos meios primários de comunicação entre empresas e o consumidor na pandemia. E foi isso que salvou muitas empresas da falência.

O que mudou para o consumidor na pandemia?

A mudança de hábitos do consumidor na pandemia impulsionou a alta demanda pela comunicação digital. Alguns especialistas se arriscam dizer até que alguns desses hábitos vão se manter na era pós-covid.

Veja as principais mudanças do consumidor na pandemia:

1 – As relações de consumo mudaram

A pandemia da Covid-19 mudou a forma como a população enxerga o consumo. Afinal, junto com a necessidade de ficar em casa para se proteger da doença, também enfrentamos uma crise econômica.

Muitos perderam empregos ou foram afastados dos seus cargos, com redução salarial, o que despertou a necessidade de gastar apenas com o que fosse essencial. Gastos considerados supérfluos ou itens de luxo ficaram em segundo plano, especialmente porque ainda não se tinha a real percepção de por quanto tempo a crise iria perdurar.

Esse pensamento de “comprar apenas o essencial” foi muito forte no início da quarentena, tanto que houve uma verdadeira corrida para os supermercados.

Mas, em um segundo momento, os serviços e produtos de entretenimento mostraram sua importância e as empresas notaram um movimento crescente da população em retomar a normalidade, consumindo novamente o que julgavam importante para seu lazer também.

2 – A presença digital dos consumidores aumentou

De acordo com dados da Confederação Nacional da Indústria (CNI), junto ao Instituto FSB Pesquisa, muitos brasileiros tiveram sua primeira experiência de compra on-line na pandemia.

Esse é um precedente importante para que as empresas voltem seu olhar a uma nova fatia de mercado. Aliás, muitos comerciantes também venderam de forma digital pela primeira vez em 2020.

Mas é fundamental que os empresários enxerguem essa ampliação da presença digital como uma oportunidade para fazer melhor e diferente. É preciso investir em inovação para que os acesso a esses canais digitais seja fácil, intuitivo e seguro para o consumidor.

3 – Comunicação das empresas ficou mais transparente

Por décadas, a publicidade tradicional sempre se mostrou passiva, com um estilo de comunicação mais unilateral. Isso já vinha mudando nos últimos anos com a força da Internet, que possibilita a interação do cliente diretamente com a marca, especialmente quando pensamos nas redes sociais.

Em 2020 essa transparência na comunicação foi ainda mais importante e decisiva para definir a relação de consumo entre empresa x consumidor. Uma das mudanças mais perceptíveis foi o viés emocional e sincero, diferente do apelo comercial que já estávamos acostumados.

Já o consumidor entendeu que o momento difícil era enfrentado por todos, o que desencadeou uma “troca” sincera e até estimulou o consumo em determinados momentos.

Tudo isso ainda está muito latente na vida do consumidor, mesmo com a flexibilização e a rotina com o “novo normal”.

Por isso, as empresas devem continuar buscando se adaptar no âmbito digital, buscando novas soluções para atender a esse “novo” consumidor e manter a fidelização. Sua empresa está pronta para isso?